Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“A rentabilidade do medo”

Irapuan Diniz Aguiar é advogado

“Se forem modificadas todas as leis, adquiridas todas as armas e munições, adquiridos todos os veículos, construídos todos os quartéis, delegacias, fóruns e prisões; se forem instalados todos os aparelhos de comunicação e aperfeiçoados todos os métodos estatísticos; se forem trocados os uniformes policiais e travestidos os homens de super-heróis; tudo será em vão, se não houver predisposição em expor à luz os grandes grupos (econômicos, políticos, corporativos, industriais, de comunicação de massa, etc.) que estão lucrando com a ignorância, a doença, a miséria, a violência, o crime e o medo da população”, aponta em artigo o advogado Irapuan Diniz Aguiar. Confira:

Seria tragicômico falar de filosofia para um povo de barriga vazia. Mas há ocasiões em que as parábolas são oportunas. A propósito, se todos os economistas capazes e honestos reconhecem que os grandes empresários sempre ganham com a inflação (causa do sofrimento e da miséria da maioria), parece lógico que o Estado brasileiro, com instituições ainda não tão sólidas, algumas das quais desacreditadas, esteja impossibilitado de realizar a contento suas finalidades jurídicas e sociais, transformando-se num vilão dócil e, portanto, manipulável pelos donos do capital. A dedução é fácil: se o processo inflacionário fosse um mal que atingisse os poderosos, a cura já teria aparecido, sem discursos adornados, jantares interesseiros, canonização e excomunhão de ministros que se sucedem, os quais, em regra, apenas enriquecem seus currículos, valorizam seus pareceres e suas palestras. E, ainda, ao deixar o governo, costumam dar entrevistas contra a miséria e lições para melhorar o país, com argumentos em defesa da moral e da ética. O ser humano “esquece” que intelecto e moral deveriam caminhar juntos.

A crua realidade é que há pais e filhos abandonados. Esquecem-se os parâmetros da vida: doença, ignorância e medo rendem dividendos aos mais espertos. A fraternidade escasseia e a pressão aumenta. Sem prevenção, adeus segurança! É hora de repetir o apóstolo São Paulo: “Se eu falar todas as línguas; se eu tiver o dom da profecia, conhecer os mistérios e tudo quanto se puder saber; se tiver toda a fé, ao ponto de transpor montanhas e entregar meu corpo para ser queimado, nada sou e nada disto me aproveita, se eu não tiver caridade”. Dizer-se cristão à luz do flash é o bastante? Parafraseando, por analogia, o apóstolo Paulo, afirmo: se forem modificadas todas as leis, adquiridas todas as armas e munições, adquiridos todos os veículos, construídos todos os quartéis, delegacias, fóruns e prisões; se forem instalados todos os aparelhos de comunicação e aperfeiçoados todos os métodos estatísticos; se forem trocados os uniformes policiais e travestidos os homens de super-heróis; tudo será em vão, se não houver predisposição em expor à luz os grandes grupos (econômicos, políticos, corporativos, industriais, de comunicação de massa, etc.) que estão lucrando com a ignorância, a doença, a miséria, a violência, o crime e o medo da população, silenciando sobre a prevenção possível, no aguardo da repressão rentável. Ao invés de se investir na prevenção, e até realizar concursos e estabelecer prêmios e propostas preventivas contra o crime, deixa-se que os fatos aconteçam e, em seguida, vêm os contratos, os cargos criados, as armas, as munições, os veículos, os aparelhos técnicos e suas instalações, isso completando-se com novas delegacias, novos quartéis, novas varas criminais, novas penitenciárias e muitas inaugurações alvissareiras, tudo bem organizado pelo marketing, rendendo dividendos políticos, mas em prejuízo da sociedade, que é usada como cobaia ou inocente útil.

Péssima estratégia é cozinhar em panela de pressão sem válvula!

Irapuan Diniz de Aguiar é advogado

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

o espetáculo ‘Elis, A Musical’ poderá ser visto no período de 13 a 15 de setembro deste ano, no Cineteatro São Luiz. Desde a estreia, em 2013, o musical alcançou

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Um levantamento feito pela fundação holandesa IDH, com apoio do instituto de pesquisa WRI Brasil, mostra que há, pelo menos, meio milhão de hectares de caatinga com potencial de restauração.

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

O pré-candidato a prefeito de Fortaleza pelo Novo, senador Eduardo Girão, confirma para 3 de agosto, a partir das 9 horas, no Hotel Mareiro, na Avenida Beira, a convenção que

Pesquisadora brasileira vai presidir sociedade internacional de aids

Pesquisadora brasileira vai presidir sociedade internacional de aids

A infectologista e pesquisadora brasileira Beatriz Grinsztejn será a primeira mulher latino-americana a exercer a presidência da International Aids Society (IAS), organismo internacional que reúne profissionais que trabalham com a

Ex-tucano coordena plano de gestão de Capitão Wagner; convenção será dia 3

Ex-tucano coordena plano de gestão de Capitão Wagner; convenção será dia 3

O pré-candidato a prefeito pelo União Brasil, Capitão Wagner, definiu o ex-deputado estadual Carlos Matos como coordenador do seu plano de governo. Caberá ao ex-parlamentar, que já foi do PSDB,

Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 61 milhões

Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 61 milhões

As seis dezenas do concurso 2.752 da Mega-Sena serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, em São Paulo.