Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“Associativismo e empreendedorismo feminino”

Edivaldo Nunes preside a FAMPEC. Foto: Divulgação

Com o título “Associativismo e empreendedorismo feminino”, eis artigo deEdivaldo Nunes, presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (FAMPEC). “As mulheres desempenham um papel fundamental para a equidade de gênero e para resultados que beneficiam toda a sociedade. Entretanto, apenas 12% delas estão à frente de entidades do terceiro setor, como associações comerciais e federações”, expõe o aroticulista.

Confira:

União de forças para alcançar objetivos comuns. Uma definição simples, mas que carrega um significado complexo e importante na história do coletivismo em prol do bem comum de um grupo de pessoas que luta para defender seus interesses. O protagonismo feminino é destaque nesse modelo de cooperação, apesar de ainda requerer avanços.

Posso dizer que o conceito de associativismo remonta à antiguidade com exemplos em diversas culturas. Na pré-história já existiam registros de associativismo, a exemplo da caça coletiva com o mesmo objetivo – matar a fome. Já na Idade Média surgiram os primeiros sinais de associativismo relacionados à Igreja Católica, além de outras formadas por artesãos, produtores e jornalistas.

No século XX, foram criadas associações e coletividades voltadas para diversas áreas, entre as quais, a do empreendedorismo. A metodologia aplicada às empresas traz inúmeros benefícios como a ajuda na solução de problemas do mesmo ramo em que a organização atua, a redução de custos operacionais, o aprimoramento estratégias de vendas, além de promover a competitividade no mercado.

Mas quero chamar a atenção para um dado relevante em relação ao papel feminino no associativismo comercial e empresarial. As mulheres desempenham um papel fundamental para a equidade de gênero e para resultados que beneficiam toda a sociedade. Entretanto, apenas 12% delas estão à frente de entidades do terceiro setor, como associações comerciais e federações.

É fundamental que haja iniciativas para capacitar e preparar cada vez mais mulheres para ocupar cargos na diretoria executiva e na presidência das empresas e de cooperativas e associações. Uma dessas ações de fomento ao empreendedorismo feminino e ao associativos aconteceu em março, no Hotel Praia Centro, durante o EMAMPE Metropolitano Fortaleza – Encontro Metropolitano de Lideranças de Micro e Pequenas Empresas, que em sua programação incluiu a I Jornada de Mulheres Empreendedoras de Fortaleza.

O evento reuniu mais de 300 empreendedores, líderes, autoridades locais e nacionais e teve como foco mostrar as habilidades e competências femininas, fortalecendo a representação das mulheres do setor produtivo e contribuindo para o crescimento do empreendedorismo feminino tanto no Brasil quanto em outras nações.

*Edivaldo Nunes,

Presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (FAMPEC).

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“O desaparecimento do povo e as novas caras da democracia”

“O desaparecimento do povo e as novas caras da democracia”

"Das lições distantes do 'direito natural' e do 'contrato social' extraíram-se, com a revolução francesa, conceitos e preceitos que definiam a extensão dos espaços do Estado e da sua força

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no município de Naviraí (MS), um homem foragido e que, segundo a corporação, participou dos fatos ocorridos em 8 de janeiro de 2023, quando

Quatro feridos em desabamento no Vicente Pinzón

Quatro feridos em desabamento no Vicente Pinzón

Quatro pessoas ficaram feridas em um desabamento de alpendre no segundo andar de uma residência no bairro Vicente Pinzón, no início da tarde deste sábado (25). Entre os feridos estão

Morre Cláudia Veras, esposa do Raimundo dos Queijos

Morre Cláudia Veras, esposa do Raimundo dos Queijos

Morreu na noite dessa sexta-feira (24) a comerciante Cláudia Veras de Araújo, esposa do Raimundo dos Queijos, que possui duas lojas em Fortaleza, sendo o tradicional ponto no Centro. A

“O Clã Alexandrino Enlutado”

“O Clã Alexandrino Enlutado”

"Frei Hermínio nunca abandonou o navio de suas origens. Assim em 1958, na calamidade feroz, da seca, sua família partiu para Goiânia e depois na embrionária Brasília. Frei Hermínio ainda