Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Ceará registra queda de4,1% no número de negativados em maio

Hora de renegociar pendências. Foto: Arquivo

O SPC Brasil e a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) do Ceará informam que 32,7% dos cearenses têm dividas que somam até R$ 500. O dado consta numa pesquisa exposta na última edição do Radar do Varejo Cearense. A pesquisa mostra ainda que houve um crescimento de 28,8% no número de pessoas que recuperaram o crédito. Houveum recuo de 4,1% na comparação entre maio de 2024 e o mesmo mês do ano anterior.

No País como um todo, o número de negativados ficou estável nesta base de comparação. O detalhamento do indicador mostra que 10,5% do total de negativados no Estado têm atrasos de até 90 dias. Os dados estão presentes na última edição do Radar do Varejo Cearense.

Valor da dívida

O levantamento também aponta que 32,7% têm dívidas que somam até R$500. Na outra ponta, 15,0% têm dívidas que ultrapassam R$7,5 mil. O valor médio devido por cada negativado foi estimado em R$4.145,50 em maio de 2024, acima do verificado em maio de 2023 (R$3.512,30). “Em suma, há o fato positivo em relação às quedas consecutivas no número de inadimplentes no Estado, uma vez que isso resgata o poder de compra das famílias, impulsionando as vendas com perspectivas positivas para o futuro. Mas, por outro lado, observa-se um crescimento do valor médio devido”, destaca Freitas Cordeiro, presidente da FCDL-CE.

Seguindo a tendência observada no número de devedores, o número de dívidas em atraso no Ceará também caiu em maio de 2024. O recuo foi de 0,9% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Os detalhamentos do Indicador de Inadimplência mostram que, do total de negativados no Ceará, 60,2% têm o setor bancário como credor. O comércio aparece como credor de 8,8% das dívidas.

Já os dados do Indicador de Recuperação de Crédito mostram que, no Ceará, a recuperação de crédito cresceu 28,8%. Ainda de acordo com o levantamento, o prazo médio para a recuperação de crédito no Estado é de 8,6 meses. “Já os dados do Indicador de Atividade do Comércio mostram que o volume de consultas no estado do Ceará vem perdendo ritmo ao longo dos últimos meses. No acumulado dos 12 meses encerrados em maio de 2024, esse indicador apresentou recuo depois de uma longa sequência de altas. A queda foi de 2,9%”, complementa Freitas Cordeiro.

SERVIÇO

*A pesquisa completa pode ser acessada no site da FCDL-CE aqui.

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Edital do MEC diz como será o primeiro Enade das Licenciaturas

Edital do MEC diz como será o primeiro Enade das Licenciaturas

O Ministério da Educação (MEC) oficializou procedimentos, regras e cronograma do primeiro Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Ele é voltado à avaliação dos cursos de formação docente. Chamado

“Mulheres em situação de rua usam sujeira para se proteger do estupro e violência”

“Mulheres em situação de rua usam sujeira para se proteger do estupro e violência”

Com o título "Mulheres em situação de rua usam sujeira para se proteger do estupro e da violência", eis artigo de Haroldo Barbosa, jornalista. "A violência contra mulheres atinge todas

Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

o espetáculo ‘Elis, A Musical’ poderá ser visto no período de 13 a 15 de setembro deste ano, no Cineteatro São Luiz. Desde a estreia, em 2013, o musical alcançou

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Um levantamento feito pela fundação holandesa IDH, com apoio do instituto de pesquisa WRI Brasil, mostra que há, pelo menos, meio milhão de hectares de caatinga com potencial de restauração.

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

O pré-candidato a prefeito de Fortaleza pelo Novo, senador Eduardo Girão, confirma para 3 de agosto, a partir das 9 horas, no Hotel Mareiro, na Avenida Beira, a convenção que