Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Comissão aprova proposta que institui a Política de Convivência com a Seca Nordestina

Nordeste sob ameaça da desertificação. Foto: A. Duarte

A Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 2525/23, que institui a Política de Convivência com a Seca Nordestina definindo uma série de objetivos e ações.

O relator, deputado Benes Leocádio (União-RN), defendeu a aprovação da proposta. “A necessidade de tratamento específico para o semiárido nordestino é razão mais do que bastante”, disse. “Compartilhamos da visão de que a seca não é um desafio insuperável”, acrescentou Leocádio.

Apresentada pela deputada Iza Arruda (MDB-PE), o texto aprovado é uma versão atualizada do trabalho final de uma comissão externa da Câmara que, em 2015, avaliou as condições socioeconômicas do semiárido nordestino (PL 4175/15).

Premissas

Segundo o projeto, a Política de Convivência com a Seca Nordestinas terá as seguintes premissas:

– a seca é um fenômeno natural do semiárido, previsível, e precisa ser objeto de atenção especial, permanente e continuada do poder público e da população;
– o desenvolvimento socioeconômico sustentável da região deverá incluir medidas de adaptação ao fenômeno da seca; e
– a convivência com a seca envolve ações de prevenção, preparação e resposta e exige a coordenação de órgãos federais com estados e municípios.

Objetivos

Dessa forma, serão objetivos da Política de Convivência com a Seca Nordestina:

– fomentar o desenvolvimento sustentável do semiárido;
– garantir a segurança hídrica e alimentar da população local;
– vencer as desigualdades econômicas e sociais da região;
– promover a geração de renda;
– garantir a previsibilidade climática sazonal, assegurando a prestação de informações atualizadas à sociedade sobre riscos ou situação da seca;
– preparar órgãos públicos e comunidades para o enfrentamento da seca;
– estimular a regeneração e o uso sustentável da caatinga; e
promover a adaptação às mudanças climáticas.

Ações

A proposta aprovada prevê várias ações no semiárido nordestino, entre elas:

– implantação do monitoramento hidrometeorológico e de sistema de previsão e emissão de alerta de seca;
– elaboração do zoneamento ecológico-econômico da região;
– instituição de centro de pesquisa sobre desastres naturais no semiárido, com foco na seca;
– implantação de centros de desenvolvimento tecnológico, com atenção à pesquisa sobre culturas e rebanhos adaptados à seca, ao potencial do extrativismo sustentável e à bioprospecção;
– estímulo a novas cadeias produtivas e às atividades de baixo impacto ambiental;
– fortalecimento do sistema de extensão rural e a garantia de assistência técnica aos pequenos produtores;
– definição de meta para sanar o déficit educacional da região e eliminar o analfabetismo;
– capacitação, treinamento e qualificação profissional;
levantamento das populações extrativistas e valorização da diversidade cultural; e
– combate à desertificação.

Outros pontos

Estados e municípios deverão elaborar Plano de Contingência para Mitigação dos Efeitos da Seca, com objetivo de preparar as comunidades do semiárido, reduzir as vulnerabilidades e minimizar os impactos socioeconômicos e ambientais.

Com recursos públicos e privados, inclusive por meio de pagamentos de serviços ambientais, deverão ser instituídos programas de segurança hídrica, de produção de energia e de preservação, regeneração e uso sustentável da caatinga.

Uma emenda apresentada pelo relator prevê que, no futuro Programa Semiárido Produtor de Energia, o excedente produzido por sistemas fotovoltaicos deverá ser comprado pelas distribuidoras de energia elétrica às quais estiverem conectados.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pelas comissões de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional; de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

(Agência Câmara de Notícias)

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“Seguir no tempo” – Amelinha and Ricardo Bacelar

“Seguir no tempo” – Amelinha and Ricardo Bacelar

Homenagem do Blog à parceria Amelinha and Ricardo Bacelar.

Alexandre de Moraes diz que soberania brasileira está sob ataque

Alexandre de Moraes diz que soberania brasileira está sob ataque

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou nesta sexta-feira (19) que a soberania brasileira está sob um ataque promovido

Maracanaú conta sua história em livro didático escrito por professores do município

Maracanaú conta sua história em livro didático escrito por professores do município

A Prefeitura de Maracanaú realizou nessa quinta-feira (18) o lançamento do livro didático “Maracanaú: Conhecendo e Fazendo a História”, que irá compor as aulas de História das turmas de 3º

PF diz que perfis bloqueados por Moraes continuam realizando lives

PF diz que perfis bloqueados por Moraes continuam realizando lives

A Polícia Federal (PF) concluiu que perfis bloqueados por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes continuam realizando transmissões ao vivo e interações com usuários brasileiros

Encontro do PT que definirá pré-candidatura será restrito aos delegados

Encontro do PT que definirá pré-candidatura será restrito aos delegados

O Encontro Municipal do Partido dos Trabalhadores, que será realizado no domingo (21), a partir das 8 horas, no Salão Pedro Lazar, no Oasis Atlantico, será restrito aos 200 delegados

Anvisa tem maioria para manter proibição de cigarros eletrônicos

Anvisa tem maioria para manter proibição de cigarros eletrônicos

A maioria dos diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) votou nesta sexta-feira (19) por manter a proibição aos cigarros eletrônicos no Brasil. Com esse placar, continua proibida a