Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“De tipografias, de tipógrafos e raridades falsas”

Paulo Elpídio de Menezes Neto é cientista político, professor e escritor, além de ex-reitor da UFC

“Gatos são as tricas de tipos ou letras, a grelhas, quando os tipos ficam de cabeça para baixo ou fora do formato do texto em construção no componedor”, aponta o cientista político e escritor Paulo Elpídio de Menezes Neto. Confira:

Das artes da tipografia e de como cometer gatos e gralhas em composição tipográfica, sou dos poucos remanescentes da tipografia, na trilha sedutora aberta por Gutenberg com os seus tipos móveis.

Quando menino, ganhei de meu pai uma caixa de tipos e um componedor. Depois as escovas de provas e uma impressora manual. Compunha meus textos com os tipos móveis, sem intermediários, e usava o papel para imprimir as manchas ou texto. E o fazia como se fosse um jornal de página única…

Até conhecer melhor a linotipo, a novidade que ameaçava a técnica a primeira vista, insuperável, dos tipos móveis de Gutenberg, Bodoni e Garramond, fazia minhas composições a mão, letrinha por letrinha…

Construído o texto tipográfico, a prova era o passo mais sensato a dar em seguida para a correção dos “gatos” e das “gralhas”. Não houve tipógrafo ou linotipista, muito menos os digitadores da modernidade virtual, que não os criasse nis seus tropeços.

Gatos são as tricas de tipos ou letras, a grelhas, quando os tipos ficam de cabeça para baixo ou fora do formato do texto em construção no componedor.

Monteiro Lobato queixava-se dos gatos que impresso o texto ficavam a por a língua para o leitor. As gralhas, em edições antigas valorizavam o livro e entre colecionadores, antiquários e alfarrabistas tornavam-nos raros, peças de colecionadores.

Entre editores permissivos, as raridades era produto de erro intencional. Scott Thurow, misto de advogado com escritório na Califórnia, e romancista “polar”, de histórias policiais, escreveu um livro, “Edições Perigosas”, cujo personagem principal era justamente um falsificador ardiloso, editor e livreiro em São Francisco.

Pois esse fabricante de raridades produziu com comedimento e asseio gatos gralhas, letras de cabeça-para-baixo, erros de composição, datas trocadas, número de páginas fora da sequência. Separava uma certa quantidade de exemplares , deixava-os a envelhecer ao sol, cuidava por amarelecer as páginas, criava um “ex-líber” para indicar o antigo proprietário. Usava de todas as artimanhas de uma fraude distinta, para levar qualquer colecionador abonado de vontade e de grana, ao orgasmo de connoisseur ludibriado. Estava pronto mais um livro raro com, pelo menos, 20 exemplares ocultamos, expostos comedidamente, para aguçar o desejo dos colecionadores.

No romance, se bem me lembro, havia um assassinato, um colecionador tirou a vida do editor-livreiro por justa causa: descobriu que gira enganado. Mas não foi pelo dinheiro, mas pelo prestígio perdido de colecionador por muitos invejado.

Paulo Elpídio de Menezes Neto é cientista político, professor, escritor e ex-reitor da UFC

COMPARTILHE:
Mais Notícias
5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta quinta-feira (20) para manter a constitucionalidade da Lei de Drogas, norma que definiu penas alternativas a usuários de drogas.

“Tiros numa quinta-feira”

“Tiros numa quinta-feira”

"O presidente chegou, a assembleia incendiou, o dólar subiu, o cantor sertanejo faleceu, destaques sim mas, a chacina de 7 jovens não choca", aponta o jornalista Paulo Nóbrega. Confira: ​Causa

Alece passará a ter sessões remotas, diante da destruição do plenário

Alece passará a ter sessões remotas, diante da destruição do plenário

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), Evandro Leitão, anunciou na tarde desta quinta-feira (20), por meio das redes sociais, que o Legislativo do Estado passará a adotar sessões

Lula anuncia R$ 778 milhões em investimentos em instituições federais do Ceará

Lula anuncia R$ 778 milhões em investimentos em instituições federais do Ceará

O presidente Lula anunciou nesta quinta-feira (20), em visita ao Ceará, o investimento de R$ 778 milhões para expansão e consolidação de instituições federais de ensino e da saúde no

“Brasil: uma sociedade autoritária”

“Brasil: uma sociedade autoritária”

"O ódio é a característica central na sociedade brasileira contemporânea", aponta o ex-presidente do Brasil, Fernando Collor. Confira: Cabe uma paráfrase sociológica à pergunta feita por Nietzsche em Ecce Hommo,

País tinha 9,4 milhões de empresas em 2022, aponta pesquisa do IBGE

País tinha 9,4 milhões de empresas em 2022, aponta pesquisa do IBGE

O país tinha 9,4 milhões de empresas e outras organizações formais ativas em 2022, as quais ocuparam, em 31 de dezembro, 63 milhões de pessoas, sendo 50,2 milhões (80,0%) como