Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Debate sobre cigarro eletrônico reunirá três comissões em audiência pública

Você é contra ou favor do uso do cigarro eletrônico?

Está agendada para começar às 14 horas desta terça-feira (21) a audiência pública conjunta para debater o projeto de lei que trata da produção, importação, exportação, comercialização, controle, fiscalização e propaganda dos cigarros eletrônicos (PL 5.008/2023), que atualmente são proibidos no Brasil. O debate será promovido pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE), de Assuntos Sociais (CAS) e de Transparência e Fiscalização e Controle (CTFC).

O projeto é de autoria da senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS). Para ela, mesmo proibido pela Anvisa, o cigarro eletrônico fica a cada dia mais popular no Brasil. Soraya cita pesquisas do Instituto em Pesquisa e Consultoria Estratégica que apontam que houve aumento significativo no consumo.

Em 2018, 500 mil pessoas usaram algum tipo de cigarro eletrônico nos 30 dias anteriores à pesquisa. Já em 2022, de acordo com o instituto, esse número passou para 2,2 milhões de pessoas. Na avaliação da senadora, a posição brasileira de simplesmente proibir a comercialização, a importação e a propaganda é o mesmo que tapar o sol com a peneira. Daí viria a importância da regulamentação.

A audiência pública foi requerida por Soraya e pelos senadores Eduardo Girão (Novo-CE), Magno Malta (PL-ES), Eduardo Gomes (PL-TO), Zenaide Maia (PSD-RN) e Dr. Hiran (PP-RR).

Como participar

O evento será interativo: os cidadãos podem enviar perguntas e comentários pelo telefone da Ouvidoria do Senado (0800 061 2211) ou pelo Portal e‑Cidadania, que podem ser lidos e respondidos pelos senadores e debatedores ao vivo. O Senado oferece uma declaração de participação, que pode ser usada como hora de atividade complementar em curso universitário, por exemplo.

O Portal e‑Cidadania também recebe a opinião dos cidadãos sobre os projetos em tramitação no Senado, além de sugestões para novas leis.

(Agência Senado)

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Morre conselheiro e ex-deputado Alexandre Figueiredo

Morre conselheiro e ex-deputado Alexandre Figueiredo

Morreu na tarde deste domingo (16), em Fortaleza, vítima de infarto fulminante, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ex-deputado estadual Alexandre Figueiredo, aos 66 anos. Luís

“O Político que dizia a verdade”

“O Político que dizia a verdade”

"Outro líder, ainda mais empolgado, prometeu: Serão 12 mil votos dos icoenses”, conta Fabrício Moreira da Costa. Confira: Durante a pré-campanha às eleições estaduais de 1994, o então prefeito de

Comissão de Trabalho aprova proposta de piso salarial de R$ 6,5 mil para farmacêuticos

Comissão de Trabalho aprova proposta de piso salarial de R$ 6,5 mil para farmacêuticos

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que fixa em R$ 6,5 mil o piso salarial nacional para farmacêuticos legalmente habilitados e no exercício da

Jogo do Vozão terá transmissão hoje na TVC

Jogo do Vozão terá transmissão hoje na TVC

Os mais de 3,6 mil quilômetros que separam o município catarinense de Itajaí para Fortaleza serão reduzidos a um clique em seu controle da televisão. É que a TVC irá

Aposta de R$ 5 em Fortaleza leva R$ 52 mil na Mega

Aposta de R$ 5 em Fortaleza leva R$ 52 mil na Mega

Nenhuma aposta acertou os seis números da Mega-Sena, sorteados na noite desse sábado (15). Segundo a estimativa da Caixa Econômica Federal, o prêmio da terça-feira será de R$ 53 milhões.