Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Ednardo lança canções inéditas em comemoração aos 50 anos de carreira

Ednardo, cantor e compositor cearense. Foto? Divulgação

O cantor e compositor Ednardo Sousa vai lançar seu novo EP de canções inéditas presencialmente no Iate Clube Fortaleza. Será na próxima quarta-feira (17), a partir das 17 horas.

Para os fãs do Brasil e do mundo, Ednardo, que neste dia estará completando 79 anos, fará uma live, às 17h30 (Durante o pôr do sol do Mucuripe), no instagram @ednardoreal, onde compartilhará a sua experiência e os momentos vividos no processo criativo dessas 2 canções em parceria com Belchior e Tânia Cabral na década de 70, com a presença de jornalistas e formadores de opinião. Após a live, ele autografará o EP, que estará à venda. O evento será aberto ao público.

Pessoal do Ceará

Ao completar 50 anos de carreira, Ednardo revisita sua obra e resgata músicas que fizeram parte do movimento cultural conhecido como Pessoal do Ceará que integrava artistas e intelectuais na década de 70. Fagner, Belchior, Amelinha, Rodger Rogério, Téti, Fausto Nilo, dentre outros. Na época, o cenário sociocultural no país despontava por meio de festivais musicais, e movimentos com agremiações de artistas como “Tropicália” na Bahia e “Clube da Esquina” em Minas Gerais já eram reconhecidos. No início de 1973, Ednardo grava o disco coletivo “Pessoal do Ceará – Meu Corpo Minha Embalagem Todo Gasto na Viagem”, lançado pela gravadora Continental, no auge do movimento, inserindo artistas cearenses no mercado fonográfico nacional.

Lançou o álbum Sarau Vox 72 composto por 17 canções, muitas delas até então inéditas, gravadas no dia 19 de maio de 1972, no sarau realizado por Gerardo Barbosa Lima Filho, pesquisador e colecionador musical para uma plateia seleta, sem grandes pretensões que não fosse a despedida do artista cearense que saia do Ceará para buscar novos horizontes para o seu trabalho. Durante o evento, Gerardo Barbosa Filho registrou o momento e gravou em fita cassete as músicas que Ednardo estava cantando. Muitas destas canções, posteriormente tornaram-se clássicos consagrados da Música Popular Brasileira.

Uma delas é “Bip Bip”, composição de Ednardo em parceria com Belchior apresentada em 1972 na voz do cantor Claudio Ornellas em eliminatória da sétima e última edição do Festival Internacional da Canção (FIC), mas nunca gravada em disco. A gravação lançada em Sarau vox 72 é a rigor o primeiro registro fonográfico da música. E a outra, “De Areia e Vento”, parceria com a cantora, compositora e instrumentista Tânia Cabral, que integrou o movimento Pessoal do Ceará.

Agora as duas canções inéditas, foram gravadas pelo cantor Ednardo em sua nova fase na carreira. O Ep conta com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, do Grupo Teles, Banco do Nordeste e Governo Federal. O público terá acesso gratuito em todas as plataformas digitais e poderão acompanhar o lançamento através das redes sociais do artista.

50 Anos

Os 50 anos do artista Ednardo celebra uma obra abrangente, são mais de 400 músicas e letras, distribuídas em Discos Originais, e de Compilações, Trilhas Musicais de Cinema, Trilhas Musicais para Teatro, Vídeos, Especiais de TV, e o reconhecimento do público e crítica especializada, como um dos mais importantes artistas da Música Popular Brasileira.

Sua obra toca e repercute em várias gerações com vigor criativo e comunicativo, próprio de quem realiza arte íntegra, vital e necessária às pessoas de qualquer nacionalidade e parâmetros musicais. Ednardo canta o Ceará de forma universal e a sua importância vai além dos apetrechos e impactos sonoros, sua obra é o discurso, a pulsão dos versos.

Mais de 50 intérpretes gravaram Ednardo:- Elba Ramalho, Fagner, Belchior, Ney Matogrosso, Chico César, Zeca Baleiro, Amelinha, Eliana Pittman, Teti, Renato Aragão, Lúcia Menezes, Mona Gadelha, Vânia Abreu, Luiz Caldas, Paul Mauriat, Ceumar, Cláudio Lins, Inti-Aymará & Nacha, Nonato Luiz, Renato Aragão, André Saísse, Olga Ribeiro, Rogério Soares, Régis Soares, Mona Gadelha, Marcus Brito, Josildo Sá, Lúcia Menezes, Moisés Santana. Bandas: Paralela, Terramérica, Baião de Corda, Grupo Mawaca, e muitos outros.

SERVIÇO

* Iate Clube de Fortaleza – Avenida Vicente de Castro, 4813, Cais do Porto, Fortaleza

*Live: @ednardoreal (Instagram)| 17 de Abril de 2024 | 17h30

*Entrada Franca.

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“O desaparecimento do povo e as novas caras da democracia”

“O desaparecimento do povo e as novas caras da democracia”

"Das lições distantes do 'direito natural' e do 'contrato social' extraíram-se, com a revolução francesa, conceitos e preceitos que definiam a extensão dos espaços do Estado e da sua força

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

PRF prende envolvido no 8 de janeiro que tentava fugir para Argentina

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, no município de Naviraí (MS), um homem foragido e que, segundo a corporação, participou dos fatos ocorridos em 8 de janeiro de 2023, quando

Quatro feridos em desabamento no Vicente Pinzón

Quatro feridos em desabamento no Vicente Pinzón

Quatro pessoas ficaram feridas em um desabamento de alpendre no segundo andar de uma residência no bairro Vicente Pinzón, no início da tarde deste sábado (25). Entre os feridos estão

Morre Cláudia Veras, esposa do Raimundo dos Queijos

Morre Cláudia Veras, esposa do Raimundo dos Queijos

Morreu na noite dessa sexta-feira (24) a comerciante Cláudia Veras de Araújo, esposa do Raimundo dos Queijos, que possui duas lojas em Fortaleza, sendo o tradicional ponto no Centro. A

“O Clã Alexandrino Enlutado”

“O Clã Alexandrino Enlutado”

"Frei Hermínio nunca abandonou o navio de suas origens. Assim em 1958, na calamidade feroz, da seca, sua família partiu para Goiânia e depois na embrionária Brasília. Frei Hermínio ainda