Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Indígenas e quilombolas ganham maior acesso a cursos de pós-graduação no Ceará

Renato Roseno puxa a sessão solene.. Foto; ALCE

Deve ser sancionada pelo governador Elmano de Freitas (PT) nos próximos dias a legislação que atualiza a Lei nº 16.197, que rege o sistema de cotas nas instituições de ensino superior estaduais, tanto na graduação como na pós-graduação. O projeto de lei, de autoria do deputado Renato Roseno (PSOL) e coautoria da deputada Augusta Brito, agora inclui estudantes que completaram todo o ensino médio em escolas públicas federais, indígenas e quilombolas. A medida visa proporcionar uma oportunidade mais equitativa no acesso ao ensino superior e à pós-graduação, combatendo as desigualdades históricas e promovendo transformações sociais significativas.

A lei estadual, que anteriormente não espelhava a legislação federal sobre cotas, foi aprimorada para refletir a diversidade do sistema educacional público, incluindo agora escolas federais ao lado das estaduais e municipais. Com essa mudança, espera-se beneficiar uma gama mais ampla de estudantes carentes, oferecendo a eles melhores oportunidades de ascensão social por meio da educação. “Incluir escolas federais na lei de cotas do Ceará significa reconhecer as diferentes realidades dos nossos estudantes e garantir mais justiça no acesso à universidade,” afirmou o deputado Renato Roseno sobre a importância da medida.

Segmento

Dados recentes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2022 revelam um aumento significativo na autodeclaração de pessoas negras no Brasil, com o Ceará observando um crescimento de 2,9% para 6,8% em pessoas que se identificam como pretas. Este aumento é visto por especialistas como um reflexo direto do impacto das políticas de ação afirmativa no país.

O Censo da Educação Superior indica que, desde a implementação inicial das cotas em 2012, o número de estudantes negros, pardos e indígenas nas universidades aumentou substancialmente. O número de estudantes ingressantes no ensino superior federal por meio de ações afirmativas saltou de 40.661 em 2012 para 108.616 em 2022, demonstrando o efeito positivo das cotas na democratização do acesso à educação superior.

A legislação cearense atualizada foi impulsionada pela necessidade de adequar a lei estadual às diretrizes federais e de responder aos desafios contemporâneos enfrentados por estudantes de baixa renda e estudantes negros no estado. “As cotas são uma resposta necessária e eficaz para combater desigualdades profundamente enraizadas na nossa sociedade, garantindo que todos tenham a chance de transformar suas vidas através da educação,” ressalta o deputado Renato Roseno.

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou, por unanimidade, o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP) por uso de verba pública de campanha eleitoral para procedimento estético durante

Vozão precisa vencer hoje o Sport para não se afastar do G4

Vozão precisa vencer hoje o Sport para não se afastar do G4

Com quase um terço de temporada, o Ceará precisa vencer o Sport, na noite desta quinta-feira (20), a partir das 21h30min, no Castelão, para não se afastar do G4 da

5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta quinta-feira (20) para manter a constitucionalidade da Lei de Drogas, norma que definiu penas alternativas a usuários de drogas.

“Tiros numa quinta-feira”

“Tiros numa quinta-feira”

"O presidente chegou, a assembleia incendiou, o dólar subiu, o cantor sertanejo faleceu, destaques sim mas, a chacina de 7 jovens não choca", aponta o jornalista Paulo Nóbrega. Confira: ​Causa

Alece passará a ter sessões remotas, diante da destruição do plenário

Alece passará a ter sessões remotas, diante da destruição do plenário

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), Evandro Leitão, anunciou na tarde desta quinta-feira (20), por meio das redes sociais, que o Legislativo do Estado passará a adotar sessões

Lula anuncia R$ 778 milhões em investimentos em instituições federais do Ceará

Lula anuncia R$ 778 milhões em investimentos em instituições federais do Ceará

O presidente Lula anunciou nesta quinta-feira (20), em visita ao Ceará, o investimento de R$ 778 milhões para expansão e consolidação de instituições federais de ensino e da saúde no