Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“Liberar fake news é como liberar armas”

Marcia Tiburi é escritora, filósofa e professora

“Para que acabar com a mentira se a extrema-direita não sobrevive sem ela?”, aponta a escritora e filósofa Marcia Tiburi. Confira:

Quando podiam revogar o veto de Bolsonaro que mantém as fake news isentas da marca do crime, 317 deputados mantiveram o apanágio da mentira na votação desta semana na Câmara.

As fake news seguem normalizadas para a alegria dos canalhas. Os pastores que votaram pela manutenção do veto sabem que pecam, mas como são vis e diabólicos, não se importam com isso. Eles sabem que seus fiéis são ignorantes úteis.

Bancar o veto à criminalização da informação falsa é garantir que o jogo da manipulação não mudará.

É compreensível. Para que acabar com a mentira se a extrema-direita não sobrevive sem ela?

Há poucos dias vimos o ministro Fernando Haddad desmentindo a larva do MBL e outros deputados que parecem apenas ignorantes sobre a burocracia estatal, mas na verdade, usam a mentira como arma para perturbar a ordem. Atrapalhar também faz parte do jogo do poder.

Já Mussolini e Hitler precisavam da mentira, como Bolsonaro precisou para se eleger e seguir com seu mandato de destruição do país. Como Eduardo Leite e Sebastião Melo no Sul precisam dela para justificar o injustificável. Para os extremistas de direita, acabar com a mentira, essa arma política letal, seria um tiro no pé.

Defendendo a mentira, cada canalha do Congresso eleito por gente manipulada defende a si mesmo.

Protegendo a falsidade, os brutamontes protegem seus cargos.

Não seriam os armamentistas que deixariam de aproveitar para liberar mais essa arma, a arma das armas contra a democracia. Deputados e deputadas do campo democrático que se cuidem, pois estamos falando de armas e de seu uso por homens armados e capazes de tudo. Além das mentiras, daqui a pouco tais brutamontes podem estar usando revólveres e metralhadoras dentro do Congresso. Ou fora dele, como fizeram contra Marielle Franco. Canalhas não aceitam perder.

No campo democrático, o jogo da verdade é cada vez mais frágil. E temos que nos perguntar o que pode a verdade contra a mentira quando a mentira virou regra e é legalizada?

Ninguém precisa mentir sobre a extrema-direita. Talvez as pessoas democráticas não tenham nem criatividade para isso. A imoralidade, a falta de escrúpulos, o desrespeito aos valores democráticos, deixam a todos paralisados no estupor.

Quem não é perverso não sabe jogar o jogo dos perversos.

Não é agradável pensar aonde esse estado de coisas irá nos levar.

Marcia Tiburi é professora de Filosofia, escritora e artista visual

COMPARTILHE:
Mais Notícias
CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país

CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (19), por 14 a 12 votos, relatório sobre projeto de lei que propõe a legalização de cassinos e

Cerca de 1,5 mil servidores estão há mais de 10 anos sem ascender, aponta Sindjustiça

Cerca de 1,5 mil servidores estão há mais de 10 anos sem ascender, aponta Sindjustiça

"Auxiliares, técnicos e analistas estão há mais de 10 anos sem ascender. São cerca de 1.500 profissionais prejudicados porque chegaram na referência final. Por isso, é importante essa reestruturação do

Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano

Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano

A alta recente do dólar e o aumento das incertezas econômicas fizeram o Banco Central (BC) interromper o corte de juros iniciado há quase um ano. Por unanimidade, o Comitê

Após imposição do PL, Gomes de Matos deixa partido para apoiar Sarto

Após imposição do PL, Gomes de Matos deixa partido para apoiar Sarto

O ex-deputado federal Raimundo Gomes de Matos se desfiliou do Partido Liberal (PL), nesta quarta-feira (19), após imposição do PL para que o ex-parlamentar deixasse a direção da Fundação da

“Uma declaração deplorável e desumana”

“Uma declaração deplorável e desumana”

"Declaração de Lula desumaniza crianças e desvia o foco de políticas de apoio às vítimas de violência sexual", aponta o ex-superintendente da Polícia Civil do Ceará, César Wagner. Confira: A

39% x 28% – Fortaleza tem favoritismo em sites de apostas diante do Grêmio

39% x 28% – Fortaleza tem favoritismo em sites de apostas diante do Grêmio

Na contramão das últimas apresentações do Fortaleza, quando a equipe soma três derrotas seguidas, sendo a última de forma humilhante, na goleada por 5 a 0 pelo Cuiabá, sites de