Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“Lições descuidadas de ficção e jornalismo”

Paulo Elpídio de Menezes Neto é cientista político, professor e escritor, além de ex-reitor da UFC

“A visão ideológica e o ativismo patriótico são complementos dispensáveis para a compreensão da realidade que o repórter ou o editorialista, os ‘âncoras’, na linguagem midiática, pretendem engarrafar para o leitor preguiçoso e desatento”, aponta em artigo o cientista político Paulo Elpídio de Menezes Neto. Confira:

Alguma coisa se passa por onde essas graciosas criaturas “aprendem” a ser jornalistas… Mais do que estudar, desenvolvem essas diligentes criaturas a capacidade de conviver, a ciência da convivibilidade, a prática que desperta a esperteza e a perspicácia, armas temerárias dos trabalhadores da imprensa.

O uso de linguagem clara e a adequação dos conceitos tornam o trabalhador da notícia sobre os fatos e o construtor da opinião artesãos dos quais se exige um nível mínimo de leitura e de infirmação da realidade que ele pretende enquadrar com regra e compasso.

A lógica, o domínio do vernáculo e o descortino sobre a história são instrumentos delicados a serviço do jornalista.

A visão ideológica e o ativismo patriótico são complementos dispensáveis para a compreensão da realidade que o repórter ou o editorialista, os “âncoras”, na linguagem midiática, pretendem engarrafar para o leitor preguiçoso e desatento.

O domínio da palavra exige, em muitos casos, maior perícia do que carece o cirurgia para expor os miúdos dos seus pacientes…

A realidade — a verdadeira ou a ficção construída — a expor aos ímpios, cidadãos descuidados porém combativos, exige e impõe limpeza intelectual, assepsia lógica e perspicácia para traduzir os fatos e as suas circunstâncias e fazer com que sejam acreditados.

De tão complexo e variado o métier de jornalista, em seu sentido mais amplo, nem justificaria que houvesse um curso em uma universidade para “fazer” jornalistas.

Bastaria ao aprendiz de feiticeiro-jornalista uma carga de filosofia “aplicada”, aulas de computação, que as palavras saem da máquina com alguma ajuda do digitador, leituras bem conduzidas de história e ciências sociais,a granel, sem as partes chatas, e uma excepcional capacidade de tornar a realidade ficção e a ficção — realidade…

Ora direis, com sensata suspeita: este é o perfil, na literatura, do ficcionista, nos desafios estéticos do romance e da novela.

Ao que eu responderia, apoiado no sucesso do “new journalism” americano: mas não é do mesmo encarte que estamos falando?

Paulo Elpídio de Menezes Neto é cientista político, escritor, professor e ex-reitor da UFC

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“Elon Musk é a cara do capitalismo fascista”

“Elon Musk é a cara do capitalismo fascista”

Com o título "Elon Muski  é a cara do Capitalismo fascista", eis artigo de Ricardo Kelmer, escritor e jornalista. "Mas sem regulação das redes sociais, que significa também regular a

Luizianne chega ao encontro do PT e rompe calmaria dos discursos pró-Leitão

Luizianne chega ao encontro do PT e rompe calmaria dos discursos pró-Leitão

A chegada da pré-candidata do PT à Prefeitura de Fortaleza, agora há pouco, no Hotel Oásis Atlântico, na Beira Mar, rompeu a até então calmaria no encontro dos delegados do

OAB-CE lança pedra fundamental da nova sede na seccional do Maciço de Baturité

OAB-CE lança pedra fundamental da nova sede na seccional do Maciço de Baturité

O presidente da Ordem dos Advogados do  Brasil, regional do Ceará, Erinaldo Dantas, vai lançar, na próxima terça-feira, às 1530, a nova sede da secional da Ordem do Maciço de

Professores do Estado decidem pela negociação e greve está descartada

Professores do Estado decidem pela negociação e greve está descartada

Em Assembleia Geral, neste fim de semana, os professores da rede estadual de ensino decidiram pela continuidade da mesa de negociação com com o Governo do Ceará, quando o estado

Governo disponibiliza novo Mapa Rodoviário do Ceará

Governo disponibiliza novo Mapa Rodoviário do Ceará

A Superintendência de Obras Públicas (SOP) já disponibilizou a edição 2024 do Mapa Rodoviário do Ceará. A nova peça cartográfica, desenvolvida a partir de softwares de georreferenciamento, contempla todas as