Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Observatório da Indústria da FIEC apresenta estudo da economia no Brasil e no Ceará em 2024

Observatório da Indústria apresenta análise da conjuntura econômica brasileira no primeiro trimestre de 2024

Mercado de trabalho, taxas de juros e exportações e perspectivas para os próximos meses foram apresentados em um estudo do Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), nessa quarta-feira (29), diante de uma análise da conjuntura econômica brasileira no primeiro trimestre de 2024, com dados relativos à atividade industrial no país e no Estado.

Com apresentação comandada pelo Gerente do Observatório da Indústria e Economista-chefe da FIEC, Guilherme Muchale; pelo Assessor Econômico da FIEC, Lauro Chaves Neto; e pelo Especialista em Inteligência Competitiva do Observatório, David Guimarães, o estudo apontou cenário positivo para a economia cearense, marcado pela recuperação da indústria e pelo aumento dos empregos formais.

De acordo com Muchale, a indústria evoluiu de forma positiva no primeiro trimestre, com destaque para os setores de confecções (alta de 27,5%), couro e calçados (19,5%) e bebidas (14,9%).

O Ceará, com crescimento de 5,4% da atividade econômica no acumulado deste ano, teve o avanço impulsionado pela redução da taxa de juros, pela alta dos empregos formais e pela queda da inadimplência entre os consumidores.

“De maneira geral, o comportamento da economia no Ceará tem sido mais positivo do que no Nordeste e no Brasil, puxado pela recuperação do mercado formal de emprego e da produção industrial. Diversos segmentos industriais tiveram resultados positivos e crescimento acima da média nacional em 2024”, comentou o Gerente do Observatório da Indústria.

“O Observatório trabalha naquilo que é mais importante, que é transformar dados em informação. Existem números em muitos lugares, mas com inteligência e ciência de dados, temos contribuído com o setor produtivo, a academia e o setor público. Tudo isso tem sido usado para aumentar a competitividade da economia cearense em todos os setores”, apontou o economista Lauro Chaves.

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Jornada Integração da FCDL será encerrada em Juazeiro do Norte

Jornada Integração da FCDL será encerrada em Juazeiro do Norte

Empresários da Região do Cariri vão se reunir, na próxima quinta-feira, em Juazeiro do Norte. O encontro ocorrerá às 18h30, na Faculdade de Medicina Estácio desta cidade. O objetivo, segundo

Aprovada a criação de programa para incentivar doação de sangue, medula e plaqueta

Aprovada a criação de programa para incentivar doação de sangue, medula e plaqueta

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que cria o Programa Nacional Integrado de Doação de Sangue, Plaquetas e Medula Óssea. O objetivo é aumentar

SENAI realiza o projeto H-TEC em Fortleza e na Região do Cariri

SENAI realiza o projeto H-TEC em Fortleza e na Região do Cariri

O SENAI do Ceará vai iniciar, nesta segunda-feira, as aulas práticas dos cursos de formação na área de energias renováveis do projeto H-TEC, que busca capacitar mão de obra para

Construir de olho em sustentabilidade

Construir de olho em sustentabilidade

O seminário Expoconstruir Nordeste 2024, encerrado na última sexta-feira, no Centro de Eventos, foi avaliado como um dos melhores. Além das rodadas de negócios e feira, contou com palestras que,

“O Elixir da Vida Longa”

“O Elixir da Vida Longa”

Com o título "O Elixir da Vida Longa", eis artigo de Maurício Filizola, empresário e diretor da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Uma boa reflexão sobre nosso presente e nosso