Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Tarifa social da Cagece beneficia clientes com baixa renda no Ceará

Cagece beneficia clientes de baixa renda com a Tarifa Social. Foto: Divulgação

A população com baixa renda no Ceará está sendo beneficiada com a tarifa social da Cagece. A medida assegura a prestação dos serviços essenciais de água e esgoto aos clientes beneficiários do Bolsa Família que residem em imóveis residenciais de padrão básico e com consumo de até 10 m³ de água por mês. Este é um benefício concedido também às famílias atendidas pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

O cadastro de clientes no benefício da Tarifa Social pelos serviços de água e esgoto prestados pela Cagece pode ser solicitado diretamente nas lojas de atendimento da companhia ou através da Central 0800 275 0195. Para a adesão, o cliente precisa estar com o cadastro atualizado junto a Cagece, apresentar o Número de Identificação Social (NIS) vinculado ao Bolsa Família e o último comprovante ativo de recebimento do benefício do Governo Federal e se enquadrar nos requisitos.

Joselito Teles, gerente de Cadastro e Geoprocessamento da Cagece, explica que uma vez apresentada a documentação necessária e o cadastro do imóvel atendendo os requisitos exigidos pela companhia, o benefício da tarifa social é aprovado de imediato e aplicado conforme o ciclo de faturamento do cliente. “A tarifa social é uma das opções de faturamento que temos dentro da nossa estrutura tarifária. Para o cliente ter direito a essa tarifa, ele tem que atender as regras no cadastro. O imóvel precisa ser de padrão básico, consumir até 10 m³ de água por mês e ter inscrição ativa de recebimento do Bolsa Família”, reforça.

Ele explica ainda que, caso o cliente ultrapasse o consumo de 10 m³ de água no mês, a tarifa social não é aplicada para aquele período, mas volta a ser concedido no mês em que o cliente se enquadrar nas regras do benefício. Uma condição que pode cancelar o benefício da Tarifa Social junto a companhia é o cliente deixar de ter o cadastro ativo no Bolsa Família ou realizar mudanças que alterem o padrão básico do imóvel residencial.

SERVIÇO

*Quem tem direito: clientes de padrão residencial básico, com consumo mensal até 10 m³ de água e que recebem Bolsa Família e famílias atendidas pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

*Documentação necessária: Número de Identificação Social (NIS) vinculado ao Bolsa Família e comprovante do último recebimento do Bolsa Família.

*Como aderir: ir diretamente em uma das lojas de atendimento da Cagece ou através da Central 0800 275 0195

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“Sou eu” – Chrystian

“Sou eu” – Chrystian

https://www.youtube.com/watch?v=U9dqeSOrJTc Homenagem do Blogdoeliomar ao cantor e compositor goiano José Pereira da Silva Neto, o Chrystian, que nos deixou aos 67 anos.

Vozão não sai do 0 a 0 e se mantém na incômoda metade da tabela

Vozão não sai do 0 a 0 e se mantém na incômoda metade da tabela

Este ano prometia não ser igual ao que passou, após o Vozão ter visitado o G4 por toda uma rodada. Mas eis o Ceará de volta à metade da tabela,

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

Deputada é cassada por pagar tratamento estético com dinheiro público

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) cassou, por unanimidade, o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP) por uso de verba pública de campanha eleitoral para procedimento estético durante

Vozão precisa vencer hoje o Sport para não se afastar do G4

Vozão precisa vencer hoje o Sport para não se afastar do G4

Com quase um terço de temporada, o Ceará precisa vencer o Sport, na noite desta quinta-feira (20), a partir das 21h30min, no Castelão, para não se afastar do G4 da

5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

5 a 3 – Após voto de Toffoli, STF continua sem decisão sobre porte de maconha

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta quinta-feira (20) para manter a constitucionalidade da Lei de Drogas, norma que definiu penas alternativas a usuários de drogas.

“Tiros numa quinta-feira”

“Tiros numa quinta-feira”

"O presidente chegou, a assembleia incendiou, o dólar subiu, o cantor sertanejo faleceu, destaques sim mas, a chacina de 7 jovens não choca", aponta o jornalista Paulo Nóbrega. Confira: ​Causa