Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Uece fará pesquisa sobre uso de canabidiol em pessoas com autismo

Campus do Itaperi, Uece, em Fortaleza. Foto: Divulgação

A Universidade Estadual do Ceará (Uece) anuncia, por meio de sua assessoria de comunicação, que teve um projeto selecionada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e ganhou financiamento, por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia, da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Complexo da Saúde, do Ministério da Saúde. O projeto escolhido tem como objetivo mapear as evidências existentes na literatura acerca da eficácia, tolerabilidade e efetividade do Canabidiol (CBD) como tratamento para crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A pesquisa é de grande relevância, considerando o aumento de diagnósticos de TEA no mundo, bem como a urgência de fornecer uma análise abrangente, imparcial e baseada em evidências sobre a segurança, eficácia e efetividade do CBD nesse tratamento, sendo ainda mais crucial diante do aumento na procura por tratamentos alternativos por parte de pais, cuidadores e profissionais de saúde, bem como das políticas de flexibilização do acesso a essa substância em muitas jurisdições.

Pesquisa

De acordo com o coordenador da pesquisa, vinculado ao Instituto de Ciências Biomédicas da Uece (ISCB), professor Gislei Frota, o método científico a ser utilizado será uma revisão sistemática com metanálise, em que é feita a seleção criteriosa de estudos relevantes realizados pelo mundo e, ao considerar os melhores estudos clínicos, seus resultados serão avaliados.

O processo para o desenvolvimento do projeto já foi iniciado, tendo previsão para resultados em dezembro de 2024. Além da pesquisa, atividades de divulgação também estão previstas, sendo realizadas em duas fases. A primeira, de julho a dezembro de 2024, levando às escolas, postos de saúde e outros espaços no Ceará, palestra com vistas à conscientização do uso de canabidiol sem evidências científicas no TEA. A segunda fase acontecerá de janeiro a julho de 2025, em que as palestras terão como objetivo a divulgação dos resultados da pesquisa a ser desenvolvida.

“Fomos selecionados como a terceira proposta mais bem avaliada do Brasil. Somente nós, em todo o País, desenvolveremos tal pesquisa. Nosso trabalho é único e de grande relevância para o Ministério da Saúde. Hoje o assunto é polêmico, extrapolou a esfera da ciência e há muita desinformação sobre o assunto. Assim, o MS reconhece a importância da pesquisa porque, através dos resultados, serão geradas evidências se o canabidiol pode ou não ser usado no TEA”, explica o coordenador, Gislei Frota.

O professor revela que, a depender dos resultados da investigação, eles nortearão a geração de políticas públicas para aplicação do canabidiol para o TEA por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). “O objetivo é gerar evidências para a aplicabilidade no SUS, para que a partir dessas informações, o SUS possa tomar decisões acerca desse uso”, ressalta o pesquisador.

Verba assegurada

Os recursos financeiros oriundos do MS serão aplicados em softwares, programas estatísticos, assistência técnica, consultorias etc. A equipe é formada pelos pesquisadores da Uece, Gislei Frota Aragão, Carla Barbosa Brandão, Valter Cordeiro Barbosa Filho, Paulo Sávio e Cidianna Emanuelly Melo do Nascimento; e pela pesquisadora da Universidade Federal do Ceará (UFC), Kelly Rose Tavares Neves.

Ainda, em paralelo à pesquisa financiada, está sendo desenvolvida uma pesquisa sobre o perfil do paciente TEA que utiliza o canabidiol mesmo sem evidências científicas: como o paciente percebe o CBD como agente terapêutico, como e quanto ele utiliza, o que sente, onde consegue e outras informações. Espera-se que os resultados sejam divulgados também em dezembro, junto às descobertas da pesquisa principal.

COMPARTILHE:
Mais Notícias
Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

Fortaleza receberá o espetáculo “Elis, o Musical”

o espetáculo ‘Elis, A Musical’ poderá ser visto no período de 13 a 15 de setembro deste ano, no Cineteatro São Luiz. Desde a estreia, em 2013, o musical alcançou

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Estudo vê chance de recuperação de meio milhão de hectares de caatinga

Um levantamento feito pela fundação holandesa IDH, com apoio do instituto de pesquisa WRI Brasil, mostra que há, pelo menos, meio milhão de hectares de caatinga com potencial de restauração.

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

Eduardo Girão pode ter uma mulher na vice

O pré-candidato a prefeito de Fortaleza pelo Novo, senador Eduardo Girão, confirma para 3 de agosto, a partir das 9 horas, no Hotel Mareiro, na Avenida Beira, a convenção que

Pesquisadora brasileira vai presidir sociedade internacional de aids

Pesquisadora brasileira vai presidir sociedade internacional de aids

A infectologista e pesquisadora brasileira Beatriz Grinsztejn será a primeira mulher latino-americana a exercer a presidência da International Aids Society (IAS), organismo internacional que reúne profissionais que trabalham com a

Ex-tucano coordena plano de gestão de Capitão Wagner; convenção será dia 3

Ex-tucano coordena plano de gestão de Capitão Wagner; convenção será dia 3

O pré-candidato a prefeito pelo União Brasil, Capitão Wagner, definiu o ex-deputado estadual Carlos Matos como coordenador do seu plano de governo. Caberá ao ex-parlamentar, que já foi do PSDB,