Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Comissão aprova processo simplificado para solucionar disputas territoriais entre municípios

Deputado federal Eunício Oliveira é integrante Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional

A Comissão de Integração Nacional e Desenvolvimento Regional  aprovou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 6/24, que cria um processo simplificado para solucionar disputas territoriais entre municípios, sem a criação de novas cidades. A medida é voltada, por exemplo, para casos em que um distrito quer se associar a município vizinho. A proposta é de autoria do deputado Rafael Simoes (União-MG).

O texto estabelece um roteiro para o processo. A primeira etapa é o estudo simplificado de viabilidade, realizado a pedido da Assembleia Legislativa. A fase final é a realização de plebiscito com as populações interessadas.

A Constituição previu a criação de uma lei complementar federal para definir a criação ou desmembramento de municípios. A lei, no entanto, nunca foi aprovada pelo Congresso Nacional por temer uma onda emancipacionista, com impacto nas contas públicas.

Para o relator, deputado Daniel Agrobom (PL-GO), o objetivo da proposta é resolver conflitos de limites municipais – que, muitas vezes, não representam disputas de fato, mas uma tentativa de solucionar essas discrepâncias de limites territoriais, com vista a uma prestação de serviços mais adequada à população dessas localidades.

“É o caso, por exemplo – e eles existem às dezenas no Brasil atual –, daqueles povoados ou distritos situados muito distantes da sede municipal, mas próximos o bastante da cidade do município contíguo, que acaba funcionando como um centro de oferta de produtos e serviços para eles, assim como o daqueles sem nenhuma identidade cultural com o município a que pertence”, afirma.

Etapas do processo

O PLP 6/24 prevê os seguintes passos para o processo simplificado de desmembramento:

– elaboração de um estudo simplificado contemplando fatores como a prestação de serviços públicos na área em discussão e os novos limites;

– análise, pela Assembleia Legislativa, de um decreto legislativo convocando um plebiscito;

– se o decreto for aprovado, a Assembleia solicitará à Justiça Eleitoral medidas para realizar o plebiscito, preferencialmente durante eleições municipais ou gerais; e

– se o decreto for rejeitado, uma nova consulta popular só poderá ser realizada depois de quatro anos.

Próximos passos

O PLP 6/24 ainda será analisado pelas comissões de Desenvolvimento Urbano; e Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário.

(Agência Câmara de Notícias)

COMPARTILHE:
Mais Notícias
CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país

CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (19), por 14 a 12 votos, relatório sobre projeto de lei que propõe a legalização de cassinos e

Cerca de 1,5 mil servidores estão há mais de 10 anos sem ascender, aponta Sindjustiça

Cerca de 1,5 mil servidores estão há mais de 10 anos sem ascender, aponta Sindjustiça

"Auxiliares, técnicos e analistas estão há mais de 10 anos sem ascender. São cerca de 1.500 profissionais prejudicados porque chegaram na referência final. Por isso, é importante essa reestruturação do

Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano

Copom interrompe cortes e mantém juros básicos em 10,5% ao ano

A alta recente do dólar e o aumento das incertezas econômicas fizeram o Banco Central (BC) interromper o corte de juros iniciado há quase um ano. Por unanimidade, o Comitê

Após imposição do PL, Gomes de Matos deixa partido para apoiar Sarto

Após imposição do PL, Gomes de Matos deixa partido para apoiar Sarto

O ex-deputado federal Raimundo Gomes de Matos se desfiliou do Partido Liberal (PL), nesta quarta-feira (19), após imposição do PL para que o ex-parlamentar deixasse a direção da Fundação da

“Uma declaração deplorável e desumana”

“Uma declaração deplorável e desumana”

"Declaração de Lula desumaniza crianças e desvia o foco de políticas de apoio às vítimas de violência sexual", aponta o ex-superintendente da Polícia Civil do Ceará, César Wagner. Confira: A

39% x 28% – Fortaleza tem favoritismo em sites de apostas diante do Grêmio

39% x 28% – Fortaleza tem favoritismo em sites de apostas diante do Grêmio

Na contramão das últimas apresentações do Fortaleza, quando a equipe soma três derrotas seguidas, sendo a última de forma humilhante, na goleada por 5 a 0 pelo Cuiabá, sites de