Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Fux pede vista e interrompe julgamento da desoneração da folha

Fachada do Supremo Tribunal Federal, em Brasília. Foto: STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem cinco votos para manter a decisão individual do ministro Cristiano Zanin que derrubou a desoneração de impostos sobre a folha de pagamento de 17 setores da economia e de determinados municípios até 2027. A Corte começou a julgar nessa sexta-feira (26) no plenário virtual se a liminar de Zanin será referendada.

Até o momento, o placar da votação está 5 votos a 0 pela manutenção da decisão, que foi motivada por uma ação da Advocacia-Geral da União (AGU), órgão que representa o governo federal na Justiça.

Além de Zanin, os votos foram proferidos pelos ministros Flávio Dino, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes e Edson Fachin.

Apesar dos votos, o julgamento foi interrompido por um pedido de vista feito pelo ministro Luiz Fux. Não há data para a retomada do julgamento. A suspensão da desoneração continua em validade.

Na ação protocolada no STF, a AGU sustentou que a desoneração foi prorrogada até 2027 pelo Congresso sem estabelecer o impacto financeiro da renúncia fiscal. A petição foi assinada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo advogado-geral da União (AGU), Jorge Messias.

A ação também contestou a decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que invalidou o trecho da Medida Provisória (MP) 1.202/2023. A MP derrubou a desoneração previdenciária para pequenas e médias prefeituras.

Ao aceitar os argumentos da AGU, o ministro Cristiano Zanin entendeu que a aprovação de desoneração pelo Congresso não indicou o impacto financeiro nas contas públicas.

“O quadro fático apresentado, inclusive com a edição de subsequentes medidas provisórias com o objetivo de reduzir o desequilíbrio das contas públicas indicam, neste juízo preliminar, que há urgência em se evitar verdadeiro desajuste fiscal de proporções bilionárias e de difícil saneamento caso o controle venha a ser feito apenas ao final do julgamento de mérito”, justificou Zanin.

Mais cedo, o Senado recorreu da decisão de Zanin e pediu que o ministro reconsidere sua decisão.

(Agência Brasil)

COMPARTILHE:
Mais Notícias
PL do Aborto é a condenação da vítima, dizem reitores do Ceará

PL do Aborto é a condenação da vítima, dizem reitores do Ceará

Os reitores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), José Wally Mendonça Menezes; da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Hidelbrando dos Santos Soares; da Universidade Estadual

Morre conselheiro e ex-deputado Alexandre Figueiredo

Morre conselheiro e ex-deputado Alexandre Figueiredo

Morreu na tarde deste domingo (16), em Fortaleza, vítima de infarto fulminante, o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e ex-deputado estadual Alexandre Figueiredo, aos 66 anos. Luís

“O Político que dizia a verdade”

“O Político que dizia a verdade”

"Outro líder, ainda mais empolgado, prometeu: Serão 12 mil votos dos icoenses”, conta Fabrício Moreira da Costa. Confira: Durante a pré-campanha às eleições estaduais de 1994, o então prefeito de

Comissão de Trabalho aprova proposta de piso salarial de R$ 6,5 mil para farmacêuticos

Comissão de Trabalho aprova proposta de piso salarial de R$ 6,5 mil para farmacêuticos

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que fixa em R$ 6,5 mil o piso salarial nacional para farmacêuticos legalmente habilitados e no exercício da

Jogo do Vozão terá transmissão hoje na TVC

Jogo do Vozão terá transmissão hoje na TVC

Os mais de 3,6 mil quilômetros que separam o município catarinense de Itajaí para Fortaleza serão reduzidos a um clique em seu controle da televisão. É que a TVC irá