Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

“O Sul e a Sorte”

Tuty Osório é jornalista e escritora

“Por motivos mil, muitas vezes ancorados em opressão, não foi só do Rio Grande do Sul que partiram as toadas separatistas”, aponta a jornalista Tuty Osório. Confira:

Em 2009, havia um voo de Fortaleza para Porto Alegre, com escala em Brasília. Era, praticamente, atravessar o Brasil em pouco mais de quatro horas. Sem mudança de avião. O que parece trivial, é complexo. O Brasil no Ceará é completamente diverso do Brasil de lá. É também semelhante, portando identidades que nos pertencem como lógicas. Comuns.

Essa unidade nacional empatou todas as intenções de separatismo, desde os Farrapos, passando pelo levante liderado por Brizola, com a missão de garantir Jango na presidência. Separar foi alardeado, sem jamais vingar. Por motivos mil, muitas vezes ancorados em opressão, não foi só do Rio Grande do Sul que partiram as toadas separatistas. Pernambuco, Pará, Nordeste, com maior ou menor organização, já falaram em deixar de ser Brasil. Paulistas defenderam um Sudeste independente, e sabe lá mais quem levantou essa bandeira efêmera e nascida rasgada.

O Brasil está aí. A maioria quer permanecer junto. Mais. Quer elos fortes, de correntes partilhadas para salvar. Em plena polarização, como dizem, pessoas com crenças e posturas eleitorais opostas, estendem a mão para ajudar. A solidariedade não tem credo nem ideologia. É o sentimento de bondade que a motiva e a faz prosseguir, renitente, obstinada. Somos mais do que irmãos. Somos brasileiros, viventes, natureza unida pela grande árvore da existência sob a Mãe gigante que nos abriga.

Enquanto escrevo estas linhas perdidas, saídas da inspiração e da transpiração sem plano, sem afetação, penso em como a minha ingênua ternura irrita os racionais de plantão. Meus amigos intelectuais consolam-me com condescendência. Coitadinha, tão compadecida, tão abalada com o que é fato consolidado – o ciclo econômico das tragédias, na versão mais atual do domínio dos prepotentes. A economia da morte. Os lucros da destruição provocada, para reconstruir com vantagens para os donos do mundo. Gaza, Ucrânia, guerras, enchentes.

Por quantas pontes, estradas, casas, eletrodomésticos, veículos, terão de pagar os desabrigados e seus solidários concidadãos? Por quanto se compra um garrafão de água potável, vital enquanto se deslocam as doações até às regiões dominadas pelo desalento, a violência, o caos? A exploração e a especulação são sem pátria e sem fé. Perambulam qual mascates assombrados, espoliando em lugar de proteger.

Os amigos talvez estejam certos. Pode ser, mesmo, pueril indignar-se, chorar, revoltar-se com a vulnerabilidade desprezada de tantas vidas. Para onde vamos? Nós, os sem nada? Para quem tudo é provisório até à ordem do falso ordenador.

Que palavras grita o Zaratustra deste tempo ficcionado, deste vento tresloucado em sarabandas?

São sabres ou flores que portamos no manto que esconde o pão possível?

Tuty Osório é jornalista, publicitária, especialista em pesquisa qualitativa e escritora. Lançou em 2022, QUANDO FEVEREIRO CHEGOU (contos); em 2023, MEMÓRIAS SENTIMENTAIS DE MARIA AGUDA (10 crônicas, um conto e um ponto) e SÔNIA VALÉRIA A CABULOSA (quadrinhos com desenhos de Manu Coelho); todos em ebook, disponíveis, em breve, na PLATAFORMA FORA DE SÉRIE PERCURSOS CULTURAIS

COMPARTILHE:
Mais Notícias
“Não aprendi dizer adeus” – Leandro e Leonardo

“Não aprendi dizer adeus” – Leandro e Leonardo

https://www.youtube.com/watch?v=iwxeWtdTGyQ Homenagem do Blogdoeliomar ao cantor e compositor goiano Luiz José Costa, o Leandro, que neste domingo deixa 26 anos de saudade.

Floresta interrompe arrancada e pode voltar à zona de rebaixamento no complemento da rodada da Série C

Floresta interrompe arrancada e pode voltar à zona de rebaixamento no complemento da rodada da Série C

Após duas rodadas com vitórias, o Floresta voltou a ser derrotado pela Série C do Campeonato Brasileiro, na noite deste sábado (22), quando foi superado pelo Tombense, por 3 a

TJCE tem Câmaras de Direito Público e parte criminal avaliadas como “excelente” pelo CNJ

TJCE tem Câmaras de Direito Público e parte criminal avaliadas como “excelente” pelo CNJ

“Muito me orgulho deste Tribunal. Vivi várias fases dele, estamos conscientes e tranquilos que ele vem melhorando ano após ano. Nós continuamos à disposição, abertos a críticas e sugestões, que

Loterias Online da Caixa têm instabilidade em dia da Quina de São João

Loterias Online da Caixa têm instabilidade em dia da Quina de São João

Os sistemas de apostas online das loterias da Caixa Econômica Federal apresentaram instabilidade na manhã deste sábado (22), com a indisponibilidade para apostas em diversas modalidades, entre elas a Quina

“O terror das facções armadas no Ceará”

“O terror das facções armadas no Ceará”

"Facções armadas espalham medo e violência, revelando falhas na segurança pública e necessidade de ação urgente no Ceará", aponta o ex-superintendente da Polícia Civil do Ceará, César Wagner. Confira: O

Salmito prega união das pessoas com espírito público contra crime organizado no Ceará

Salmito prega união das pessoas com espírito público contra crime organizado no Ceará

O deputado estadual e sociólogo Salmito utilizou as redes sociais neste sábado (22) para sugerir a união das pessoas com espírito público para o combate ao crime organizado no Ceará.