Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Servidores do Detran anunciam greve para 3 de abril

Cerca de 300 servidores participarm da assembleia. Foto: Divulgação

Um grupo de servidores do Detran do Ceará decidiu, em assembleia geral puxada pelo sindicato da categoria que, a partir de 3 de abril, haverá greve geral em todo o Estado. Cerca de 300 servidores participaram de uma assembleia híbrida.

A greve é uma forma de pressionar o governo estadual por uma resposta acerca da reestruturação das tabelas salariais e outros pontos administrativos e laborais, incluindo questões relacionadas à salubridade e modernização. Após meses de espera por diálogo e negociações, os servidores informam que decidiram tomar essa medida para garantir que suas demandas sejam ouvidas e atendidas.

Atualmente, o Detran do Ceará conta com 137 postos de atendimento, que poderão ser afetados pela greve dos servidores.

Legislação

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) ressalta que os trabalhadores serão orientados a seguir rigorosamente a legislação vigente em relação ao movimento paredista, garantindo o respeito à segurança jurídica de todos.

“Os servidores estão comprometidos com a prestação de um serviço público de qualidade, mas exigem condições de trabalho justas e adequadas para desempenhar suas funções de forma eficiente e segura”, afirma Gabriela Mac Dowell, coordenadora-geral do Sindetran/CE.

COMPARTILHE:

Uma resposta

  1. Muitas vezes, o próprio Estado se encarrega de desqualificar o servidor público concursado para implementar a política de terceirização dos serviços públicos, principalmente, os mais essenciais. Isso tem sido demostrado, principalmente, na área de saúde. Não tem sido diferente no DETRAN como também em outros órgãos das 3 esferas do Poder Público. O que é lastimável. Pois, a conta paga pela população a um terceirizado, muitas vezes pode chegar a quase 3 vezes o valor que ele receberia se fosse concursado. Muitos órgãos administrados por empresas privadas, tem mostrados serviços de péssimas qualidades, ou seja, críticas frequentes que incluem a precarização das condições de trabalho com a vinda da terceirização dos serviços no setor público, tem aumentado com frequência e a diminuição da qualidade dos serviços prestados, também. Sem falar da possibilidade de enfraquecer a proteção social e a resistência dos trabalhadores. Portanto, a grave deles é legítima. Lutam por melhores condições de trabalho e salário ao qual o governo não deu resposta alguma sobre a reestruturação desses profissionais.

Mais Notícias
SSPDS terá concurso para delegados e Corpo de Bombeiros

SSPDS terá concurso para delegados e Corpo de Bombeiros

O governador Elmano de Freitas (PT) deverá lançar, no segundo semestre deste ano, mais um concurso público na área da Segurança Pública do Estado. A informação foi dadaao Blog do

Central sindical argentina anuncia greve geral contra governo Milei

Central sindical argentina anuncia greve geral contra governo Milei

A Confederação Geral do Trabalho (CGT), maior central sindical da Argentina, anunciou, nessa quinta-feira (11), uma greve geral contra o ajuste fiscal feito pelo presidente Javier Milei. A greve está

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 56 milhões

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 56 milhões

As seis dezenas do concurso 2.711 foram sorteadas na noite desta quinta-feira (11), no Espaço da Sorte, em São Paulo. O prêmio da faixa principal acumulou e a estimativa para

Funceme abre seleção para novos bolsistas

Funceme abre seleção para novos bolsistas

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) inscreve para o novo processo seletivo que oferecerá Bolsas de Transferência Tecnológica (BTT) no âmbito do Programa de Pesquisa em Ciências

Lira critica Padilha; ministro reage com vídeo de Lula

Lira critica Padilha; ministro reage com vídeo de Lula

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criticou, nessa quinta-feira (11), o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha. Lira disse que Padilha é um “desafeto pessoal” e “incompetente”.