Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

III Flice vem aí! – por Mirelle Costa

III Flice
III Flice

Imagine uma feira literária em que você tem a oportunidade de bater papo com todos os escritores, desfrutar de oficinas gratuitas sobre escrita e ainda ter a chance de participar de um sarau. Tudo isso em um lugar convidativo para respirar literatura. Isso tudo é a Flice, Feira de Literatura Independente do Ceará, que acontece no Centro Cultural Belchior (CCBEL), na Praia de Iracema. O evento conta com venda de livros, lançamentos, oficinas e rodas de conversa e a terceira edição será entre os dias 12 e 13 de julho, das 14h às 20h. 

(II Flice reuniu dezenas de escritores // Foto: Divulgação)
(II Flice reuniu dezenas de escritores // Foto: Divulgação)

“Consolidando o êxito da primeira Flice e com o intuito de incentivar a leitura para todos os públicos, a segunda edição foi um sucesso de público e de atrações literárias. Por um dia, leitores de todos os gêneros e idades puderam ter o contato direto com autores e autoras. Além disso, tiveram a oportunidade de conversar com  eles, de apreciar o Centro Cultural Belchior e de ter os seus livros autografados”, orgulha-se o escritor Well Morais, um dos organizadores.

(O escritor e um dos organizadores da Flice, Well Morais)
(O escritor e um dos organizadores da Flice, Well Morais)

“A 3ª edição da Flice terá dois dias de pura literatura, com lançamentos, oficinas literárias, sarau ao pôr do sol, rodas de conversa e uma animada feira de livros, o que consolida este evento como um importante incentivador da leitura no estado do Ceará e como fomentador da cultura cearense”, explica Well Morais.

A feira que acontece no Centro Cultural Belchior só existe pela articulação de escritores independentes que, desde 2022, movimentam-se em busca de apoio do poder público para divulgar cada vez mais a literatura.

“Eu faço parte do Coletivo de escritores independentes desde o início, quando ainda lutávamos por um espaço na Bienal.Participei de todas as feiras e das duas edições anteriores à Flice. A experiência é sempre rica. Temos muito trabalho, mas vale a pena. Nesta terceira edição, estou com mais expectativa porque, pela primeira vez, irei ministrar uma oficina gratuita sobre arte e literatura para a comunidade como também irei levar os  últimos exemplares dos meus livros Sol e Escrita Infinita, minha Zine e print de artes. Espero também poder participar do sarau. Ele é um espetáculo à parte. Poesia e pôr do sol é um combo perfeito. Eu tenho uma gratidão enorme pela comunidade de escritores independentes. Adoraria que os poderosos enxergassem a potência das ações do nosso grupo e houvesse investimento e apoio. Não é só sobre vender livros, é uma festa cultural que celebra e simboliza nossa luta constante por um espaço firme na cena literária do Ceará”, comemora a escritora Luciana Braga.

(As escritoras Vera Marques e Luciana Braga // Foto: Arquivo pessoal)
(As escritoras Vera Marques e Luciana Braga // Foto: Arquivo pessoal)

Lançamento de livros 

Esse é o ponto alto da Feira de Literatura Independente do Ceará. Os lançamentos, a cada edição, estão cada vez mais concorridos. Kelly Cortez é psicóloga e escritora. Lança na Flice seu quarto livro, Dentro. “É um livro sobre mulheres fortes, sobre dor e recomeço. Louise e Luise, duas mulheres separadas por séculos e continentes, com dilemas e medos que atravessam gerações. Fortaleza é parte presente na história, tanto a cidade quanto o time que leva o nome da capital. Lançar um livro é sempre um misto de prazer e agonia. Dentro teve muitas revisões e um processo complicado até chegar ao seu destino, que é o leitor”, conta Kelly Cortez. 

(Dentro é o quarto livro da escritora Kelly Cortez. Já foram lançados O Farol do porto da Paz (2012), Aconteceu em Paris (2018) e O silêncio entre sons (2023) // Foto: Arquivo pessoal)
(Dentro é o quarto livro da escritora Kelly Cortez. Já foram lançados O Farol do porto da Paz (2012), Aconteceu em Paris (2018) e O silêncio entre sons (2023) // Foto: Arquivo pessoal)

Braços abertos e caneta na mão

A Flice é uma oportunidade para que leitores conversem com os escritores sobre a formação do público leitor, políticas públicas para o fomento da leitura e ainda celebrem aquele momento singular que é de ver o escritor autografar o exemplar que você acabou de adquirir. Para mim, essa é uma das sensações mais prazerosas da vida. Eu, Mirelle Costa, já participei do evento, onde tive a oportunidade de ministrar uma oficina sobre escrita criativa e foi uma experiência muito proveitosa. Partilhamos textos e todos nos emocionamos. Foi gratificante! 

Só entende o que é a Feira de Literatura Independente do Ceará quem a vivenciou. É difícil pra mim explicar a ansiedade de saber que você vai expor sua obra, preocupar-se em levar o banner com a capa do livro, pensar no lanche coletivo para partilhar com os colegas escritores, ajudar a divulgar o evento com amigos e familiares. Na hora da feira, sentar-se para esperar o público chegar e levantar-se a cada visita de um leitor em potencial, partilhar histórias com os outros autores e escolher o melhor sorriso para a foto.

Um desafio também para muitos escritores é falar sobre sua obra. Mas se (ainda) não somos best-sellers, como fazer nossa escrita chegar onde almejamos? Um livro dificilmente vende-se sozinho. Eu acho que precisamos, sim, oferecer nosso produto que, nesse caso, é arte, é a nossa escrita. Nunca mais esqueci-me de um leitor que enviou-me um email após a lida do meu livro Nao Preciso Ser Fake. Ele contou que não teria adquirido a obra se eu não a tivesse apresentado. Nós só acreditamos no que vemos e, por isso, é tão importante para nós, escritores, ocuparmos todos os espaços possíveis. Parafraseando meu amigo e escritor Mailson Furtado: “Sempre peça licença, mas nunca deixe de entrar”. 

(Minha oficina de escrita artesanal na II FLice // Foto: Divulgação)
(Minha oficina de escrita artesanal na II FLice // Foto: Divulgação)
(Ministrei uma oficina de escrita na II Flice // Foto: Arquivo Pessoal)
(Ministrei uma oficina de escrita na II Flice // Foto: Arquivo Pessoal)

PROGRAMAÇÃO FLICE 

SEXTA-FEIRA – 12 DE JULHO

ESPAÇO 1º ANDAR

SALA DE OFICINAS

OFICINAS LITERÁRIAS

Oficina 1 - 14h15min às 15h45min
• Facilitadora - Sandra Fontenele
• Oficina de Haicais

Oficina 2 – 16h:15min às 17h30min
• Facilitadora – Luciana Braga
• Tema: A relação entre a arte e a literatura

Oficina 3 - 18h às 19h30min
• Facilitadora - Rosalina Moraes:
• Oficina de Poesia Concreta

AUDITÓRIO

LANÇAMENTO DE LIVROS

Lançamento 1 - 14h15min às 15h30min
• Autora: Luiza Pontes
• Obra: Uma Galinha Chamada Teresa
• Mediação: Pendente

Lançamento 2 – 15h45min às 17h
• Autor: Francy Lima
• Obra: Cartas para Ninguém
• Mediação: Pendente

Lançamento 3 - 17h15min às 18h30min
• Autor: Kelly Cortez
• Obra: Dentro
• Mediação: Pendente

RODA DE CONVERSA – BRUNO PAULINO – 18h45min às 19h45min
Bruno Paulino é uma das referências quando se fala em Literatura no Sertão Central do Ceará. Dedicando-se a pesquisar a história de escritores ligados a região, no seu livro Sertão: poetas e prosadores (2016) traça perfis literários de alguns desses escritores, destacando, sobretudo, os residentes em Quixadá e Quixeramobim. É autor do livro de poemas: Breviário. A obra é o segundo fruto do seu projeto de lançar uma trilogia que propõe uma “celebração do divino mistério” – O primeiro livro da trilogia foi Ofertório dos Pássaros, lançado em 2019. Bruno é ainda autor de A Menina da Chuva (2013), Lá nas Marinheiras (2012), Pequenos Assombros (2018) e “Os Milagres de Antônio Conselheiro” (Lançado na Bienal de SP em 2022)

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO – 13 DE JULHO

⁜ SALÃO TÉRREO

ESPAÇO CORAÇÃO SELVAGEM – TÉRREO – SALAS 1 E 2
14h às 20h – Venda e exposição de obras literárias

⁜ ESPAÇO 1º ANDAR

SALA DE OFICINAS

• OFICINAS LITERÁRIAS

Oficina 1 - 14h15min às 15h45min
• Facilitadora – Luiza Pontes
• Tema: Scrapbook Literário

Oficina 2 - 16h15min às 17h30min
• Facilitador - Francy Lima
• Tema: Empreendedorismo literário


Oficina 3 - 18h às 19h30min
• Facilitador - Sofia Osório
• Tema: Criatividade na Escrita

LANÇAMENTO DE LIVROS - AUDITÓRIO - 1º ANDAR - SÁBADO

Lançamento 1 - 14h15min às 15h30min
• Autora: Vera Marques
• Obra: Petrô – Uma Mulher que Rompeu o Tempo
• Mediação: Well Morais

Lançamento 2 – 15h45min às 17h
• Autor: Rômulo Moraes
• Obra: Os Guardiões das relíquias Mágicas
• Mediação: Pendente

Lançamento 3 - 17h15min às 18h30min
• Autor: Érica Portugal
• Obra: Casas que Curam
• Mediação: Pendente

RODA DE CONVERSA – AUTORES EM DESTAQUE – 18h45min às 19h45min
• Wilson Júnior e Oziel
• Tema: Um ano de 999 e de Asas Quebradas


ESPAÇO VARANDA
• Sarau Retórica Sentimental
A partir das 17h
COMPARTILHE:

Respostas de 8

    1. Eita que coisa maravilhosa…
      Que matéria linda e rica…
      E sobre a III FLICE estaremos esperando tod@s com muito carinho.

  1. Que maravilha!!!!!
    Matérias como essa são uma pilastra de apoio à literatura cearense.
    Parabéns, Mirelle.

  2. Obrigada, Mirelle por ter feito a correção e incluído a programação da sexta-feira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias
III Flice vem aí! – por Mirelle Costa

III Flice vem aí! – por Mirelle Costa

III Flice Imagine uma feira literária em que você tem a oportunidade de bater papo com todos os escritores, desfrutar de oficinas gratuitas sobre escrita e ainda ter a chance

Onde o povo está: mais de dezesseis mil pessoas na Feira Literária do Ceará – por Mirelle Costa

Onde o povo está: mais de dezesseis mil pessoas na Feira Literária do Ceará – por Mirelle Costa

A terceira edição da Feira Literária do Ceará reuniu mais de dezesseis mil pessoas.Entre dois de maio e 22 de junho, oficinas, palestras, contações de histórias, exposições de livros, seminários

Cafezim junino com literatura – por Mirelle Costa

Cafezim junino com literatura – por Mirelle Costa

Que livro harmoniza com os quitutes de São João? Amanhã é o dia do santo protetor dos casados, padroeiro dos doentes e que ajuda a abrir os caminhos.  Separa a

As Traças, os livros e o tempo – por Mirelle Costa

As Traças, os livros e o tempo – por Mirelle Costa

Resistir é verbo de ação. Conheci o Clube de Leitura As Traças, que existe há trinta anos, em Fortaleza. Cheguei em dia de celebração, na festa das três décadas. Além de cheiro de livro, senti um cheiro de vida pulsante, em movimento.

Que livro você indicaria para o dia dos namorados?! – por Mirelle Costa

Que livro você indicaria para o dia dos namorados?! – por Mirelle Costa

Cafezim com Literatura - Edição Especial Pedimos uma ajudinha aos amantes da literatura. Confira! O Coletivo de leitura Leituras paralelas Indica "Desculpe o exagero, mas não sei sentir pouco" Resumo

Café Colonial em Guaramiranga – por Mirelle Costa

Café Colonial em Guaramiranga – por Mirelle Costa

Comida boa e preço justo em um ambiente instagramável. Eu sempre busco tudo isso junto. Tudo o que é artesanal tem a minha preferência. Gosto de provar nossos sabores e